domingo, 22 de novembro de 2009

Sobre Vampiros e Lobos

Foi no finzinho de 2008 que eu li pela primeira (e ultima vez) Crepusculo e admito (com vergonha) que naquele tempo tinha gostado do livro. Dois meses depois, vi o filme e achei (e continuo achando) uma bomba sem tamanho, não maior que X-Men Origins, é claro, mas ainda assim uma bomba. O pior é que o filme foi tão ruim que perdi todo o gosto de continuar a ler Sthephanie Meyer. Era óbvio, mas demorei pra sacar que Meyer escreve pra menininhas (mais especificamente porra-louquinhas emu de 14 a 17 anos) e não para menininhos (mais especificamente nerds RPGistas de 20 e poucos anos).
Amoado pelo rumo colorido que a mitologia vampirica estava tomando, rezei para que alguem os resgatassem e um homem chamado Guillermo Del Toro entregou ao mundo uma verdadeira pérola vampiresca moderna: A Trilogia da Escuridão iniciada com Noturno. Aí sim, fomos surpreendidos novamente: vampiros monstruosos começam a infestar Manhattan e eles querem sangue!!!


Recomendação extrema do SVEJA para leitores enjoados de vampiros vegetarianos com complexos de inferioridade. LEIAM!!!

2 comentários:

•Ø disse...

Concordo plenamente que Crepúsculo foi escrito para garotinhas de 14-17 anos, li toda a série, e tenho colhões pra dizer que gostei, sem, com isso, falar que outros são menos homens pq não gostaram. Só acho que seria hipocrisia minha querer falar que não gostei só pra agradar qq pessoa. Sou um fã de vampiros e a série teve seus pontos bons e ruins. Sobre Noturno correrei pra ver, pois como disse sou maluco pelo tema. Parece que tem livro novo do André Vianco pra sair também. Post de respeito. Abraço.

Maldito disse...

A minha definição é
Smallville = Malhação com poderes
Crepusculo = Malhação de vampiros

Abraço